Manual de Evangelismo Texto Completo - ABS Vida

Ir para o conteúdo

Menu principal

Manual de Evangelismo Texto Completo

Mais > Manual de Evangelismo Texto Completo

MANUAL DE EVANGELISMO PESSOAL - Texto Completo
ALCANÇANDO ADULTOS E CRIANÇAS

ABS Vida - Agência Evangélica de Busca e Salvação
www.absvida.com.br
Edição 2010

"Este material pode ser copiado e livremente distribuído desde que seja mantida a fonte e que dele não se faça uso comercial."
"Para adquirir este texto em forma de livro acesse a página
"Manual de Evangelismo Pessoal" deste mesmo site."


INDICE

APRESENTAÇÃO

PARTE I – EVANGELIZAÇÃO PESSOAL
01 - Porque Evangelismo Pessoal
02 - Eu Posso Evangelizar?
03 - E Qual é a Mensagem?
04 - Quando e Onde Evangelizar
05 - Como Iniciar e Manter o Contato com uma Pessoa
06 - Como Apresentar o Plano de Salvação
07 - Evangelize com o seu Testemunho Pessoal
08 - Como Realizar Visitas para Evangelização


PARTE II – EVANGELIZAÇÃO DE CRIANÇAS
09 - E as Crianças, não Vamos Evangelizá-las?
10 - Atividades com Crianças
11 - Onde Encontrar as Crianças
12 - Quando Falar de Jesus para as Crianças
13 - Como Conduzir uma Criança a Jesus

PARTE III – ORIENTAÇÕES IMPORTANTES
14 - Conselhos para Evangelizadores
15 - Livros, Editoras e Missões

APRESENTAÇÃO

Sobre este Manual
Acreditamos que a tarefa mais importante da igreja de
Jesus Cristo neste mundo é anunciar o Evangelho.
Tudo o que a igreja fizer sempre deverá ter como
objetivo final mostrar ao mundo que Jesus Cristo é o
Filho de Deus, e que Jesus foi enviado por Deus para ser
o Salvador do mundo.
Se você também pensa assim, então estamos juntos
nessa nobre tarefa de levar a poderosa mensagem do
Evangelho aos que ainda não conhecem Jesus.
Sentimo-nos muito felizes em lhe oferecer esta
ferramenta valiosa chamada "Manual de Evangelismo
Pessoal"
.

Este livro trata dos aspectos práticos que envolvem o
evangelismo pessoal. Você não gastará muito tempo para
ler e nem necessitará de muito esforço para entendê-lo.
Simples como o Evangelho, ele está ao alcance de todo
aquele que se alegra em "falar de Jesus ao mundo".
As citações bíblicas deste Manual foram extraídas da
Bíblia RC - Almeida Revista e Corrigida, editada pela
SBB.

Sobre a ABS Vida
A ABS Vida - Agência Evangélica de Busca e
Salvação é uma missão evangélica, brasileira e que serve
a Jesus em todas as denominações.
Tem como missão:
anunciar o Evangelho do Senhor Jesus
incentivar a evangelização
apoiar de forma prática os evangelizadores
Seu nome traz a mensagem de busca e salvação para
uma vida abundante. São palavras de Jesus, juntando-se
o versículo
"Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se
havia perdido"
(Lucas 19:10)
com o versículo
"...eu vim para que tenham vida e a tenham com
abundância"
(João 10:10b).
A ABS Vida nasceu em junho de 1995 e desse início
ela traz um marco glorioso e inesquecível. A sua primeira
atividade foi a distribuição de 400 bíblias adquiridas da
Editora Vida, as quais, conforme dizia a carta recebida
dessa editora, haviam sido:
"Impressas na Rússia, nas mesmas gráficas que antes
imprimiam literatura combatendo os cristãos e negando
a existência de Deus".

Trabalhando com evangelizadores, a ABS Vida já
distribuiu material de evangelismo em todos os estados
brasileiros.
Em 30 de junho de 2010 tinha alcançado as seguintes
quantidades:
9.936 .......... Bíblias
27.840 ........ Novos Testamentos
9.258 .......... Evangelhos
1.812 .......... Filmes "Jesus" para adultos
1.548 .......... Filmes "Jesus" para crianças
8.871 .......... Livros "Manual de Evangelismo Pessoal"
6.260.000 ... Folhetos de Evangelização (*)
(*) 5.650.000 folhetos de evangelização para adultos e
610.000 folhetos de evangelização infantil.

Dentre os seus muitos evangelizadores, cabe uma
referência especial à evangelizadora Rosária Agudo
Lopes Garcia. Quando era paciente de câncer no Hospital
A.C. Camargo (São Paulo-SP), a cada ida a esse hospital,
para acompanhamento ou radioterapia, já com mais de 85
anos de idade, sempre levava uma porção de Bíblias. Era
a esperança de vida eterna para aqueles que temiam pela
sua vida terrena. Ao longo de suas idas ao hospital, ela
distribuiu mais de 300 exemplares da Bíblia Sagrada.

Por mais de 5 anos (2002 a 2007), a ABS Vida
manteve o programa de rádio Estação Vida em emissora
FM na cidade de São Paulo – SP.
A ABS Vida também está na Internet. Visite o site:
www.absvida.com.br

A ABS Vida se dedica à evangelização por acreditar
que o Evangelho é uma expressão do amor de Deus e que
"Quem Ama Evangeliza".


PARTE I - EVANGELIZAÇÃO PESSOAL

01 - PORQUE EVANGELISMO PESSOAL

Numa alegoria, não em texto bíblico, conta-se que após Jesus realizar a obra salvadora aqui na terra, completada com a sua morte e sua ressurreição, subiu ao céu e encontrou-se com um anjo. Este lhe perguntou o que seria da igreja que ele havia iniciado, já que subira ao céu e fisicamente não poderia mais estar presente no mundo e dar continuidade à sua obra. Jesus respondeu:
"Preparei e deixei na terra os meus discípulos, formando
uma igreja, eles continuarão a minha obra e prepararão
outros que farão o mesmo, até a minha volta"
.
Insistiu o anjo:
"Mas, Senhor, tu deixastes uma obra tão nobre e
importante como essa, de salvação das almas da
perdição eterna, pela qual sofrestes e entregastes a tua
vida, nas mãos de homens?"
.
A estas palavras, Jesus completou:
"Não tenho outro plano".

Se observarmos como o Evangelho tem se expandido
ao longo dos tempos, a começar pelo livro de Atos dos
Apóstolos e chegando até aos nossos dias, certamente
iremos concluir que tal expansão muito se deveu à
evangelização pessoal, isto é pessoa falando com pessoa.
Jesus gastava muito do seu tempo falando a poucas
pessoas e também preparando os discípulos para
continuarem a evangelização do mundo.

Veja quanto tempo Jesus se deteve com a mulher
samaritana, travando um longo diálogo! E qual o
resultado? Ela foi à cidade e anunciou aos seus habitantes
tudo o que tinha ouvido e "muitos dos samaritanos
daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher"
(João 4:39). A mulher se tornou um evangelizadora
pessoal no mesmo dia que creu em Jesus.

Observe como as pessoas se achegam a Jesus. Talvez
também tenha acontecido com você ou com pessoas que
você conhece. Na maioria das vezes, tudo se iniciou com
um contato pessoal, seguido por um convite para ir à igreja.
Evangelização pessoal, a sublime tarefa que Jesus
entregou, não a anjos, mas a homens e a mulheres tais
como você e eu.


02 - EU POSSO EVANGELIZAR ?

Quem pode evangelizar?
Todos os salvos em Jesus Cristo podem evangelizar.
Evangelizar significa anunciar as boas novas, o chamado
de Deus para que toda criatura creia em Jesus como Filho
de Deus e o receba como Salvador de sua alma.

Há uma vida futura na eternidade e esta poderá ser na
presença de Deus, para quem recebe a Jesus como seu
único e suficiente Salvador, ou poderá ser longe de Deus,
para quem recusa a Jesus, não aceitando o Evangelho.

Você pode evangelizar se já aceitou a Jesus como
Salvador, foi batizado nas águas e está em comunhão
com a igreja e com o pastor. É recomendável que sua
atividade de evangelizador seja de conhecimento do seu
pastor e, se for possível, tenha o seu apoio.

Após uma evangelização bem sucedida, segue-se a
conversão, o batismo e a entrada do novo convertido na
igreja. Depois de estar certo que o novo convertido
começa a ser discipulado, então o evangelizador pode
buscar novas almas.

Quem ama evangeliza
A primeira razão para evangelizarmos tem origem
numa ordem divina. Jesus disse (Marcos 16:15): "Ide por
todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura".
Parece-nos, no entanto, que as coisas feitas debaixo
de ordens não nos trazem entusiamo e não resultam em
melhor qualidade. Nessa ordem de Jesus, há, também,
uma motivação valiosa que certamente nos fará agir.

Se já aceitamos a Jesus como nosso Salvador e se Ele
é o nosso Senhor, em nosso coração habita o Espírito
Santo e a sua poderosa ação nos torna uma pessoa
diferente. O nosso coração, outrora de pedra, como diz a
Bíblia, se transformou num coração de carne, passando a
ser um coração aberto para o amor de Deus.

Quando provamos o amor de Deus, uma vida nova e
verdadeira surge dentro de nós. Então o amor de Deus
nos leva a agir como Ele agiu. Jesus disse que "ninguém
tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida
pelos seus amigos"
(João 15:13). A própria vida é o
máximo que se pode dar, e Jesus assim fez. Ao entregar a
sua vida por nós, Ele nos tornou cativos desse amor. Se
somos dele, certamente queremos nos parecer com Ele.

Aqui está a verdade do amor de Deus: Jesus entregou
a sua vida para salvar as nossas almas da perdição eterna.
Ora, o amor de Deus não pode ficar retido dentro de nós,
isso impediria o plano de Deus de alcançar a todo ser
humano.

Você foi amado por Deus. Você já provou e viu que
esse amor é verdadeiro. Então, com certeza, sabe que
Deus espera que você se torne um instrumento para Ele
também abençoar as outras pessoas.

Portanto, se você evangeliza alguém, não faz isso
apenas porque Jesus ordenou, e Ele de fato ordenou, mas
porque quer repartir o grande amor que recebeu de Deus.
Quer testemunhar que Deus tem o verdadeiro amor,
amou você e por meio de você deseja salvar aqueles que
ainda não ouviram falar do Evangelho.


03 – E QUAL É A MENSAGEM?

Tratamos aqui da mensagem a ser entregue, das boas
novas que todo homem precisa ouvir. Se você já aceitou
Jesus como Salvador e se Jesus é o Senhor da sua vida,
certamente você já sabe o que precisa falar para quem
ainda não tem Jesus.
Vamos, no entanto, sugerir um roteiro, sob a forma de
passos, que você poderá seguir quando falar a alguém
sobre Jesus.

Primeiro Passo
Explicar para a pessoa que está sendo evangelizada que
todo ser humano está distanciado de Deus, desde o
pecado de Adão, e tem uma grande dívida para com o seu
Criador pelos pecados que ele mesmo cometeu,
merecendo a condenação eterna.

Segundo Passo
Para o grande problema do homem, Deus preparou uma
solução mais do que suficiente: Jesus Cristo. Sem pecado
algum, Jesus entregou a sua vida na cruz do Calvário,
assumindo o lugar do homem pecador e pagando toda a
dívida que o homem tinha com Deus. Jesus Cristo
também ressuscitou, garantindo a todos aqueles que o
aceitam a certeza de uma vida eterna junto dele.

Terceiro Passo
A salvação é dada gratuitamente por Deus e pode ser
alcançada pelo homem por meio da fé no nome do
Senhor Jesus. É necessário que o homem se arrependa de
seus pecados, creia em Jesus como Filho de Deus,
reconheça que Jesus morreu na cruz por seus pecados e
declare que Jesus Cristo é o seu Senhor.

Para os evangelizadores novatos
Se você encontrar dificuldades para seguir o roteiro
acima indicado, atenção: não desista. A mensagem que
você está levando aos homens é muito poderosa e não
depende da sabedoria humana. Faça o seguinte:
• Fale o que você sabe sobre Jesus,
• Recheie suas palavras com testemunhos de bênçãos
que você ou alguém da sua família ou algum
conhecido recebeu de Jesus,
• Entregue alguma literatura evangelística: um folheto,
um evangelho, um novo testamento ou até mesmo uma
Bíblia,
• Convide essa pessoa para visitar uma igreja
evangélica, e
• Se for possível, ofereça-se para acompanhá-la até a
igreja no dia de culto ou, então, forneça-lhe o endereço
de forma bastante clara.

Em qualquer situação, trate bem a pessoa que você está
evangelizando. Pergunte-lhe o nome e chame-a sempre
pelo seu nome. Não faça rodeios, apresente claramente a
Palavra de Deus, poupando o seu tempo e o tempo do seu
ouvinte.


04 - QUANDO E ONDE EVANGELIZAR

O tempo do Evangelho é Hoje

A evangelização sempre teve um caráter de urgência,
conforme disse Jesus em Mateus 24:14: "E este
Evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em
testemunho a todas as gentes, e então virá o fim".
Cremos que Jesus queria dizer que a sua volta poderia ser
apressada pela atitude da igreja ao anunciar as boas novas
de salvação.
Quanto mais nos dedicamos à evangelização, mais
pessoas ouvirão as boas novas e, assim, apressamos a
volta de Jesus. Pense nisso. A sua ação de evangelizador
pode adiantar a volta de Jesus!

Há um outro motivo para vermos o anúncio do
Evangelho como uma tarefa urgente. Muitas vidas estão
morrendo sem Jesus, indo para a eternidade sem terem a
oportunidade de conhecer o amor de Deus. Sem conhecer
o poder purificador do sangue de Jesus. Se Deus nos
amou, então esse mesmo amor nos constrange a amar a
nossos semelhantes. E a lhes oferecer a mesma graça que
alcançamos, a saber, a vida eterna pela fé em Jesus
Cristo.

Jesus nos avisou que chegará um tempo quando não
mais será possível anunciar o Evangelho, em João 9:4:
"Convém que eu faça as obras daquele que me enviou,
enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode
trabalhar".
Veja também o que o Apóstolo Paulo recomendou a
Timóteo (II Timóteo 4:2): "que pregues a palavra, que
instes a tempo e fora de tempo...".
Acreditamos que
Paulo queria nos dizer para pregar o Evangelho no tempo
de Deus e o tempo de Deus é Hoje.

Assim como o Evangelho deve ser pregado com
urgência, também quem ouve deve ser orientado a
decidir-se logo, não perder a oportunidade que poderá ser
a última, pois a Bíblia afirma (Hebreus 3:7,8): "Portanto,
como diz o Espírito Santo, se ouvirdes hoje a sua voz,
não endureçais o vosso coração".

Evangelizador, aproveite todas as oportunidades, faça
a obra de evangelização com ousadia e coragem, na
direção de Deus. Não se atemorize diante das situações
adversas.
Lembre-se de que você está levando um remédio para
salvar almas perdidas. Será melhor entregar a mensagem
de salvação com dificuldades do que esperar um
momento perfeito e este momento nunca vir a acontecer.
Veja o que diz Provérbios 24:11: "Livra os que estão
destinados à morte e salva os que são levados para a
matança, se os puderes retirar".

Onde Evangelizar
A indicação mais clara de onde anunciar o Evangelho
foi dada por Jesus, quando disse (Atos 1:8): "Mas
recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir
sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém
como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da
terra".
Jerusalém
pode significar as pessoas que vivem
conosco: nossos familiares, vizinhos, colegas de escola e
de trabalho. Judéia e Samaria, as pessoas próximas de
nós, mas com as quais não temos contato: as pessoas dos
bairros e das cidades próximas. Por último, confins da
terra
representaria as pessoas mais distantes, moradoras
de outros estados e países.

Jesus não tem preferência por uma ou outra pessoa,
mas quer que todos ouçam as boas novas da Salvação.
Assim, a igreja de Jesus deve dedicar atenção a todas as
pessoas ao mesmo tempo, buscando alcançar a todos os
lugares. Jesus também disse (Marcos 16:15): "Ide por
todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura".

Então, onde evangelizar? Vamos examinar o Novo
Testamento e ver em quais lugares os primeiros
evangelizadores, a começar por Jesus, anunciaram as
boas novas do Reino de Deus. Abra a sua Bíblia em
Lucas 8:1 e você verá Jesus pregando o Evangelho nas
cidades e aldeias; em Atos 5:42, os apóstolos anunciando
a Jesus Cristo no templo e nas casas; em Atos 16:31,
Paulo e Silas pregando na prisão e no mesmo livro de
Atos, agora 8:29, o diácono Filipe pregando durante uma
viagem.

Assim, o plano de evangelização da igreja do Senhor
Jesus deve ser: "todas as pessoas em todos os lugares"

Algumas sugestões
Como exemplos, relacionamos alguns lugares onde se
pode anunciar o Evangelho, tanto por contato pessoal
como distribuindo literatura evangelística (folhetos,
porções bíblicas, jornais e revistas bíblicas, Bíblias, etc).
• Nas filas: comércio, ônibus, bancos,
• Nas portas: de bancos, de escolas, de feiras, de
estádios, de estações, e
• Nas festas: religiosas, esportivas.
Você pode evangelizar usando outros meios, como:
• reuniões em casas de família,
• enviando mensagens para amigos pela internet,
• enviando cartas a familiares e pessoas conhecidas,
• emprestando filmes com temas evangélicos,
• presenteando pessoas com CDs de música evangélica
de boa qualidade,
• contribuindo com programas de rádio/tv com objetivos
evangelizadores,
• ajudando na manutenção de missionários, e
• dedicando-se à oração em favor dos que atuam em
missões e evangelização.

A evangelização também pode ser feita usando
métodos especiais para atingir pessoas internadas:
• hospitais,
• casas de recuperação,
• cadeias, presídios, e
• asilos, orfanatos e creches.

Quando fizer distribuição dentro de estabelecimentos,
lembre-se de pedir autorização para o responsável. Na
distribuição feita nas ruas, observe a legislação local,
cuidando para que os folhetos não venham a prejudicar a
limpeza pública.

Você pode acrescentar outros lugares e meios a essa
lista. À medida que se dedicar a esse nobre trabalho de
evangelizar, o Espírito Santo lhe abrirá novas portas e lhe
conduzirá a lugares onde o Evangelho deve ser pregado.
Para que isso aconteça fique disponível para Deus.


05 - COMO INICIAR E MANTER O CONTATO COM
UMA PESSOA

Quando falar com alguém sobre o Evangelho, não
faça um discurso. Se você permitir que a pessoa fale o
que pensa, ela se sentirá melhor. Procure manter um
diálogo. Leia uma passagem bíblica, faça um breve
comentário, apresente o seu testemunho pessoal, sempre
dando tempo para que ela possa entender o que você
disse. Mostre-se interessado no que ela quer falar.

Lembre-se, quem convence é o Espírito Santo através
da palavra pregada. Mantenha-se firme na mensagem a
ser entregue mas não force o seu ouvinte. Para iniciar e
manter um contato pessoal, você poderá fazer o seguinte:

Primeira Fase: Assuntos Comuns
Faça perguntas ou comentários rápidos sobre assuntos do
dia: trânsito, temperatura, clima, notícias políticas ou
econômicas, tomando o cuidado para não criar polêmicas.

Segunda Fase: Vida Familiar
Procure saber como se constitui a família dessa pessoa:
pais, filhos, etc. Fale também de sua família, de modo a
deixá-la à vontade para perguntar.

Terceira Fase: Atividades
Faça o mesmo em relação às atividades: onde trabalha, se
é empregado, se trabalha por conta própria.

Quarta Fase: Vida Espiritual
Procure conhecer quais crenças ou religiões a pessoa
segue. Não despreze a fé dela. Lembre-se de que sua
missão é levar a Salvação no nome de Jesus e não
condenar o seu modo de viver ou de crer.

Quinta Fase. O Plano de Salvação
No momento oportuno, apresente a Jesus como Salvador.
Veja a seguir como apresentar o plano de salvação.


06 - COMO APRESENTAR O PLANO DE SALVAÇÃO

Quem convence o homem do pecado e lhe mostra que a
salvação está em Jesus Cristo é o Espírito Santo. A ação do
Espírito Santo, no entanto, ocorre quando a Palavra de
Deus é pregada. Lembre-se de que Paulo disse que a fé (em
Jesus) vem pelo ouvir a palavra de Deus (Romanos 10:17).
Por isso é necessário termos a Bíblia como nossa principal
arma nessa batalha espiritual de salvação das almas.

Um lindo exemplo de como apresentar o plano de
Deus para salvação das almas está em Atos 8:26-40.
Trata-se da salvação de um importante habitante da
Etiopia, superintendente dos tesouros da Rainha Candace.
Ele foi evangelizado pelo Diácono Filipe.
Leia esse texto. Depois veja a seguir o esquema prático
que sugerimos, baseado nesse exemplo bíblico.
• Prepare textos bíblicos que falem da salvação na
pessoa de Jesus Cristo,
• Peça à pessoa evangelizada que leia o texto indicado,
• Se ela não puder, então faça você a leitura,
• Pergunte à pessoa se ela entendeu o que leu ou ouviu,
• Explique o texto lido, mostrando sempre:
¨ a situação do homem como pecador,
¨ a sua necessidade de salvação, e
¨ o poder salvador do Senhor Jesus,
• Conclua, dizendo-lhe que o desejo e o plano de Deus é
lhe oferecer a Salvação pela fé em Jesus,
• Convide-a, se achar o momento oportuno, a aceitar a
Jesus como seu Salvador pessoal e
• Faça a oração de aceitação com a pessoa convertida.

Faça o apelo
Estando certo que a pessoa ouviu e entendeu o
Evangelho, aproveite o momento e lhe ofereça Jesus,
pedindo-lhe que se decida por aceitar Jesus em seu
coração. Se ela não entender, explique-lhe que "aceitar
Jesus"
quer dizer reconhecer que é um pecador, que não
pode encontrar-se com Deus nessa situação, que deseja
ser salvo, que crê que Jesus morreu na cruz em seu lugar,
que crê que Jesus pode perdoar todos os seus pecados e
que deseja seguir a Jesus por todos os dias de sua vida.

Oração de aceitação
Se a pessoa confessar que aceita a Jesus, conduza-a numa
oração, pedindo-lhe para repetir suas palavras. Por
exemplo: "Senhor Jesus, neste momento, eu te aceito
como meu único e suficiente Salvador, perdoa todos os
meus pecados, escreve o meu nome no Livro da Vida,
ajuda-me a cumprir a tua Palavra e seja meu Senhor por
todos os dias da minha vida. Amém".

Introdução na Igreja
Informe ao novo convertido os dias e horários dos cultos
e o endereço da sua igreja ou da igreja mais próxima. Se
possível, vá com ele ao primeiro culto e o apresente ao
pastor da igreja, o qual, com certeza, cuidará da sua
introdução no corpo de membros e o iniciará no
discipulado.

Exemplo de texto bíblico
A seguir, um texto bíblico como exemplo. Primeiro os
versículos devem ser lidos pela pessoa a ser evangelizada
ou pelo evangelizador. Depois, o evangelizador apresenta
a explicação, conforme sugerimos abaixo. Logicamente a
explicação não deve ser lida para a pessoa, servindo
apenas como uma orientação para o evangelizador.

Texto: João 3: 16-18:
"16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu
o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê
não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para
que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse
salvo por ele.
18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê
já está condenado, porquanto não crê no nome do
unigênito Filho de Deus."
Explicação do Texto:
"Desde Adão a raça humana se afastou de Deus, seguindo
caminhos errados e vivendo na desobediência. Por seus
atos, o homem merece o castigo de Deus, uma sentença de
morte que o separará de Deus por toda a eternidade.
Mas Deus provou o seu amor pela humanidade, entregando
o seu próprio filho para morrer na cruz do Calvário e assim
libertar o homem da prisão do pecado.
O perdão de nossos pecados custou o derramamento do
sangue puro do Senhor Jesus. Por isso a Bíblia nos diz que
Deus deu o seu Filho. Se aceitamos a Jesus, então o seu
sacrifício cobre todos os nossos pecados e nos tornamos
limpos diante de Deus.
Jesus não veio condenar o mundo, mas o homem que recusa
a Jesus, ele mesmo está tomando a decisão de rejeitar a vida
eterna e portanto está escolhendo passar a eternidade
distante de Deus".

Seguem outros textos indicados para evangelização.
Prepare com antecedência a sua explicação.
Mateus 11:28-30 Marcos 16:15-20 João 14: 1-6
Mateus 28:16-20 Lucas 15: 3-7 I João 1:8-9
Este roteiro é uma ajuda. Sua experiência com Deus,
em oração e jejum, e a leitura da Bíblia certamente o
capacitarão a pregar o Evangelho de uma forma vitoriosa.


07 - EVANGELIZE COM O SEU TESTEMUNHO PESSOAL

Esta é uma maneira de evangelizar muito poderosa.
Você verá que muitas pessoas entenderão melhor o
Evangelho se puderem ver o resultado que ele traz. Ao
contar o seu testemunho, você estará falando o que
realmente aconteceu na sua vida, servindo como um
exemplo vivo do que Jesus também poderá fazer para a
pessoa que está ouvindo. Seguem algumas recomendações.

Prepare com antecedência
Escreva antes o seu testemunho em uma folha de papel.
Logicamente você não vai ler essa folha na frente da
pessoa, ela servirá apenas para você se preparar. Ao
apresentar o seu testemunho pessoal, observe:
• Calcule gastar menos de cinco minutos falando,
• Não acuse ninguém, nem despreze as outras religiões,
• Use palavras simples que todos podem entender, e
• Fale somente da sua vida e do que Jesus fez por você.

Roteiro para o Testemunho
Você vai relatar fatos da sua vida. Logo, melhor do que
ninguém, você sabe o que deve contar. No entanto, para
facilitar o entendimento do seu ouvinte, sugerimos
apresentar esses fatos na seguinte ordem.
• Sua vida antes de conhecer a Cristo: se sofria tristezas
ou angústias, como tratava a família, se tinha medo da
morte, os vícios e pecados que o separavam de Deus.
• Seu encontro com Jesus: se você procurou uma igreja
evangélica, se ouviu o Evangelho pelo rádio, se
alguém lhe falou pessoalmente.
• Sua decisão por Cristo: qual fato o levou a se decidir,
se houve uma cura ou outro milagre, onde se deu a
decisão.
• Sua nova vida com Jesus Cristo: como está sua vida
familiar, sua atividade profissional, fale sobre sua paz
com Deus, sua alegria em servir a Jesus e a sua certeza
de vida eterna.
O testemunho pessoal é muito importante na tarefa de
evangelização. Apresente-o sempre que julgar oportuno.


08 - COMO REALIZAR VISITAS PARA EVANGELIZAÇÃO

Na tarefa de evangelização pessoal, na maioria das
vezes, você terá de ir ao lugar onde as pessoas se
encontram. Assim como Jesus disse e fez: buscar e salvar
o perdido. Na direção do Espírito Santo, você poderá
visitar prisões, hospitais, locais de trabalho e lares. Em
cada lugar você deverá respeitar os seus costumes e
normas. E também precisa manter uma atitude que faça
você agradável para a pessoa visitada, de modo que não
haja nenhum impedimento para ela ouvir o Evangelho.
Tomando como exemplo o lar, provavelmente o lugar
onde se realiza mais visitas para evangelização, seguem
algumas recomendações.

Equipe para visitas
Duas pessoas são suficientes para a visita num lar. Para
evitar constrangimentos, o evangelizador somente irá
sozinho se no lar houver pessoas do mesmo sexo. Por
exemplo, o homem somente irá sozinho visitar o lar de
uma mulher, se lá também estiver o seu esposo, irmão ou
pai. Para visitar pessoas que vivem sozinhas recomendase
que a equipe tenha evangelizadores dos dois sexos.

Na entrada do lar
Na porta, você deverá se apresentar, dizendo seu nome, a
sua igreja e a sua função. Se estiver acompanhado, faça a
mesma apresentação das pessoas que estiverem com
você. Espere o visitado lhe convidar para entrar. Ao
entrar, agradeça-o com palavras como "obrigado" ou
"com licença".

Marque horário
Antes de visitar o lar, marque o dia e a hora para permitir
que a pessoa se prepare com antecedência. Se a visita não
tiver sido marcada, tome cuidado para que você não se
torne um incômodo. Se a visita se tornar desagradável,
com certeza bloqueará a pessoa para receber a Palavra de
Deus. Caso a pessoa visitada tenha outro compromisso
naquele momento, como visita de parentes, alguma tarefa
importante no lar ou um lazer que ela gosta muito, peçalhe
desculpas e marque outro dia e hora.

Dentro do Lar
Não se mostre curioso em observar os móveis e as
condições do lar, a não ser que você ache necessário
fazer, de modo sincero, algum elogio, por exemplo: "este
sofá é mais confortável que o meu!"
ou "que quadro
bonito!".
Nunca altere as atividades no lar, como:
desligar tv/rádio, baixar volume, fechar cortinas e janelas,
juntar cadeiras. Quando uma dessas coisas for realmente
necessária, peça educadamente para que a pessoa visitada
o faça.

Ao sentar
Procure sentar-se perto da pessoa a ser evangelizada.
Assim você poderá mostrar-lhe na Bíblia o texto que está
lendo e também poderá pedir-lhe para que o leia.

O motivo da sua visita
Mantenha-se alerta para não se desviar dos motivos da
visita. Você está ali para falar do Salvador Jesus, para
anunciar as boas novas de uma vida eterna na presença de
Deus. Evite outros assuntos, a não ser que, quando falar
deles, possa descontrair a pessoa visitada e assim torná-la
mais disposta para ouvir o Evangelho.

Faça o apelo
Estando certo que a pessoa ouviu e entendeu o
Evangelho, aproveite o momento e lhe ofereça Jesus,
pedindo-lhe que aceite Jesus em seu coração. Se ela não
entender, explique-lhe que "aceitar Jesus" quer dizer
reconhecer que é um pecador, que não pode encontrar-se
com Deus nessa situação, que deseja ser salvo, que crê
que Jesus morreu na cruz em seu lugar, que crê que Jesus
pode perdoar todos os seus pecados e que deseja seguir a
Jesus por toda a sua vida.

Oração de aceitação
Se a pessoa confessar que aceita a Jesus, conduza-a numa
oração, pedindo-lhe para repetir suas palavras. Por
exemplo: "Senhor Jesus, neste momento, eu te aceito
como meu único e suficiente Salvador, perdoa todos os
meus pecados, escreve o meu nome no Livro da Vida,
ajuda-me a cumprir a tua Palavra e seja meu Senhor por
todos os dias da minha vida. Amém".

Introdução na Igreja
Informe ao novo convertido os dias e horários dos cultos
e o endereço da sua igreja ou da igreja mais próxima. Se
possível, vá com ele ao primeiro culto e o apresente ao
pastor, o qual, com certeza, cuidará da sua introdução no
corpo de membros e o iniciará no discipulado.

Até a próxima visita
Você, com certeza, gostaria de deixar o lar com uma
conversão de alguém. Não desanime se isso não
acontecer. Haverá pessoas que não irão aceitar a Jesus.
Mas, devemos falar a todos porque não sabemos, com
antecedência, quem vai aceitar ou quem vai recusar.
Você também precisa saber que certas pessoas não se
decidem logo, mas necessitam de mais tempo para que o
Espírito Santo possa convencê-las.

Não esqueça
Alguns cuidados ajudarão você, tais como:
• Não demore muito no lar visitado,
• Mas, também, não se mostre apressado,
• Deixe alguma literatura (por exemplo: folhetos),
• Convide a pessoa para visitar a igreja,
• Forneça o endereço da igreja e o horário dos cultos,
• Agradeça, gentilmente, a oportunidade de ter sido
recebido no lar, e
• Procure marcar outro dia e hora para retornar.


PARTE II - EVANGELIZAÇÃO DE CRIANÇAS

09 - E AS CRIANÇAS, NÃO VAMOS EVANGELIZÁ-LAS?

Nos capítulos anteriores deste livro falamos sobre a
evangelização de um modo geral. Agora vamos falar da
evangelização de pessoas que, devido à sua pouca idade,
requerem alguns cuidados especiais: as crianças.

Todas as pessoas, desde as mais novas até as de idade
avançada, todas elas precisam conhecer Jesus. Por isso,
há um engano quando se pensa que as crianças não
necessitam ser evangelizadas. Os próprios discípulos de
Jesus pensavam que as crianças pudessem incomodar a
Jesus e tentaram afastá-las dele. Mas Jesus disse: "Deixai
vir a mim os pequeninos e não os impeçais, porque dos
tais é o Reino de Deus"
(Mateus 19:14; Marcos 10:14 e
Lucas 18:16).

Devemos oferecer o Evangelho às crianças, pois:
• Elas precisam conhecer a Deus como seu criador (Pai,
Filho e Espírito Santo).
• Elas precisam saber que Jesus é o Salvador do mundo.
• Elas devem ser preparadas para vencer os males do
mundo e as tentações do maligno que, certamente,
enfrentarão.

Vamos pensar sobre o que Jesus disse: "não os
impeçais (de vir a mim)".
Como podemos, hoje, impedir
uma criança de ir a Jesus? Jesus quis nos alertar sobre a
responsabilidade que nós, pais, líderes e salvos em Jesus,
temos em apresentar o Evangelho para as crianças.
Impedir uma criança de ir a Jesus, hoje, seria a nossa
atitude em não levar Jesus às crianças? O que você acha?

Jesus mostrou uma atenção especial para com as
crianças, em Mateus 18:3-4: "Em verdade vos digo que,
se não vos converterdes e não vos fizerdes como
crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus.
Portanto, aquele que se tornar humilde como esta
criança, esse é o maior no Reino dos céus".

Evangelizar uma criança é mais fácil do que
evangelizar um adolescente ou um adulto. À medida que
vai crescendo, o ser humano oferece maior barreira para
aceitar os ensinos do Evangelho, por já ter sido exposto
ao mal deste mundo.

Veja algumas características das crianças que
facilitam a evangelização:
• Devido à sua curiosidade a criança tem mais interesse
em ouvir,
• A humildade da criança permite que ela aceite a
autoridade de Deus, e
• Devido à sua pureza, a criança não tem barreiras como
pecados, maus hábitos e vícios.

Bem, isto que estamos falando, além de ser observado
no nosso dia a dia, também está na Bíblia: "Instrui o
menino no caminho em que deve andar, e, até quando
envelhecer, não se desviará dele"
(Provérbios 22:6).
Você, que, de alguma forma trata com crianças, seja
na escola, na igreja ou na família, já notou como as suas
mentes estão mais limpas e acreditam mais facilmente no
que dizemos. É importante saber que aquilo que a criança
aprender nos primeiros anos da vida ficará na sua mente
para sempre, formando também a sua personalidade.


10 - ATIVIDADES COM CRIANÇAS

Em Família
Os pais devem falar de Jesus a seus filhos desde cedo.
Contar histórias da Bíblia, cantar e orar juntos, realizando
o culto doméstico. Veja o que Deus ordenou à nação de
Israel, por meio de Moisés: "E estas palavras que hoje te
ordeno estarão no teu coração; e as intimarás a teus
filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando
pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te"
(Deuteronômio 6:6-7).

Na Escola Dominical
A Igreja deve incentivar os professores a se prepararem
através de cursos e da leitura de literatura especializada na
evangelização de crianças. Também deve dispor de locais
adequados ao ensino e de material que motivem as
crianças e facilitem o trabalho dos professores.

Nas Escolas Seculares
A lei brasileira permite o ensino religioso na escola.
Quem trabalha no ensino secular terá mais facilidade em
participar desse trabalho, proporcionando condições para
que a igreja evangélica ministre aulas de ensino bíblico
para as crianças.

Em Campanhas Evangelísticas
A igreja poderá realizar campanhas voltadas para a
evangelização de crianças, convidando toda a vizinhança,
inclusive os pais que não são evangélicos. Poderá
oferecer atrações infantis, tais como: filmes evangélicos,
teatrinhos, brincadeiras, músicas, prêmios e lanches. Não
esquecendo de distribuir a literatura evangélica: Bíblia,
novo testamento, folhetos, histórias bíblicas, etc.

Em Datas Especiais
A igreja pode aproveitar as datas especiais e preparar
eventos para crianças e evangelizar também os seus pais.
Poderão ser preparadas reuniões em datas como: Dia das
Crianças, Dia das Mães, Dia dos Pais, Natal, Férias, etc.

Em Lugares Especiais
Há crianças que somente podem ser evangelizadas onde
se encontram: orfanatos, creches, hospitais, nas ruas, em
festas, etc. Se não for possível reuni-las para uma
evangelização, ao menos se entregará a elas alguma
literatura evangelística.


11 - ONDE ENCONTRAR AS CRIANÇAS

A sua igreja, provavelmente, tem escola dominical.
Você poderá participar desse trabalho. Se o seu coração
arde por falar de Jesus para as crianças, se você já
participa do ensino de crianças ou se deseja iniciar,
sugerimos conhecer mais profundamente o material que
vem sendo usado na sua igreja.

Recomendamos, também, que você pesquise em
livrarias, editoras, internet, congressos e cursos. Dessa
forma, conhecendo outros materiais e métodos de ensino,
você poderá aperfeiçoar a sua tarefa e obter melhores
resultados na evangelização das crianças. É muito
importante que você se prepare para evangelizar as
crianças, lendo literatura especializada, participando de
cursos e mantendo contatos com entidades que se
especializaram nesse ensino. No final deste manual
fornecemos indicações de entidades que atuam na
evangelização com cursos e materiais, inclusive de
crianças.

A Minha Igreja não tem Escola Dominical
Talvez não haja escola dominical na sua igreja. E
você sente um sincero desejo de falar de Jesus para as
crianças, você quer vê-las salvas deste mundo perdido e
encaminhá-las para a vida eterna na pessoa do Senhor
Jesus. Assim como você foi salvo, certamente você
também deseja que essa Salvação alcance a todas as
pessoas. Como alcançar, então, aquelas crianças que não
freqüentam a igreja?

A seguir apresentamos sugestões de atividades que
você poderá desenvolver para atrair as crianças da sua
vizinhança para a igreja e assim você poderá encaminhálas
no Evangelho. Fique disponível para Jesus e Ele fará
de você um valioso instrumento.

Distribuição de folhetos
• Nas portas de escolas,
• Quando evangelizar adultos, leve também folhetos
infantis e entregue para as crianças da família e para as
que estiverem no local,
• Peça para as crianças que já freqüentam a igreja levar
alguns folhetos e entregar para as crianças que
encontrar, vizinhos, amigos, colegas de escola, etc.,
• Visite crianças em orfanatos e
• Nas proximidades de festas, por exemplo: Cosme e
Damião, Hallowen, Dia da Criança etc.

Contar Histórias Bíblicas
Você pode fazer uma reunião na sua igreja ou em sua
casa e chamar as crianças da vizinhança. Nessa reunião
você pode contar histórias bíblicas para elas.
Acreditamos ser essa uma maneira muito eficiente de
ensino. Quase todos nós, quando criança, ouvimos
histórias dos mais velhos, talvez dos pais e avós, e essas
histórias ficaram guardadas em nossa mente, não é
verdade?

Filmes Evangélicos
Numa reunião com crianças na igreja ou em casa, você
poderá lhes apresentar um filme evangélico, tomando o
cuidado de assisti-lo antes, sozinho, para conhecê-lo.
Você poderá repetir o filme quantas vezes quiser, pois,
como você certamente já sabe, as crianças não se cansam
de assistir o mesmo filme muitas vezes. Um filme que
recomendamos é o Filme Jesus, com duas versões, uma
especialmente para crianças. No final deste livro
indicamos a missão que distribui esse filme.

Não as impeçais de vir a mim (disse Jesus)
Na fase inicial da vida, o ser humano demonstra
grande curiosidade e interesse em conhecer o mundo que
o rodeia, sendo facilmente atraído pelas coisas novas.

Aproveitando-se disso, o inimigo tenta ocupar espaço
na mente das crianças, através de diversos meios que
fazem parte do mundo das crianças. Assim ele tenta usar
a televisão, jogos de videogames, fábulas e lendas,
desenho animado e filmes, brinquedos infantis, etc. Por
trás dessas atividades, que tanto atraem as crianças, pode
haver uma ação maligna, na tentativa de moldar a criança
para um modo de vida recheado de violência,
distanciamento de Deus, ódio, vingança, prática de magia
e ocultismo, falsos heróis com poderes estranhos,
monstros, seres humanos deformados, imoralidade, etc.

Vamos recordar as palavras de Jesus: "não os
impeçais (de vir a mim)".
O que hoje estaria impedindo
as crianças de se aproximarem de Jesus? Certamente
muitos desses atrativos podem se tornar fortes obstáculos
para que as crianças venham a Jesus e possam conhecê-lo
como seu Criador e aceitá-lo como seu Salvador.

O nosso desafio, então, sempre será retirar as coisas
nocivas da vida das crianças e oferecer-lhes o Evangelho,
a verdade e a vida que está na pessoa de Jesus, e que lhes
fará felizes nesta e na vida futura. Se quiser conhecer
mais profundamente o quanto esses atrativos mundanos e
malignos podem prejudicar a formação de uma criança,
leia o livro "Brincando com Fogo" da Editora Aleluia.


12 - QUANDO FALAR DE JESUS PARA AS CRIANÇAS

Alguns pensam que a evangelização de crianças
somente deve começar quando a criança já sabe o que é
certo e o que é errado, ou seja, quando entra na chamada
"idade da consciência". Outros entendem que o homem
tem que saber, desde pequeno, que é um pecador.
Parece-nos que o melhor é apresentar Jesus às
crianças o mais cedo possível, tomando-se, no entanto, o
devido cuidado no modo de apresentar-lhes o ensino
bíblico, que deverá levar em conta a idade da criança.

Na fase inicial da vida não há necessidade de
falarmos de pecado e de culpa para a criança. Mas
devemos encher o seu coraçãozinho da presença de Deus
através do ensino da Bíblia, de louvores e de oração. Isto
vai ajudá-la a permanecer com o coração limpo e o temor
a Deus.
A respeito das crianças, o próprio Jesus disse:
"...dos tais é o Reino de Deus" (Marcos 10:14)
e que
"... os seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu
Pai que está nos céus"
(Mateus 18:10).

Numa idade seguinte, quando a criança já sabe o que
é certo e sabe o que é errado, a noção de pecado já pode
ser entendida. Então, deve ser explicado para ela que
pecar é desobedecer a Deus. E que nossa desobediência
entristece a Deus, podendo nos afastar dele.
Para as crianças nessa idade, veja no próximo capítulo
uma sugestão de como apresentar o plano de salvação.


13 - COMO CONDUZIR UMA CRIANÇA A JESUS

Quando a criança compreender o que é certo e o que é
errado, também saberá quando desobedeceu a Deus. E se
puder entender que Cristo morreu por ela e assim crer
nele, então poderá tomar a decisão de aceitá-lo como
Salvador.

Você poderá apresentar o plano de salvação para uma
criança da seguinte forma:
• Quando fazemos coisas más, entristecemos a Deus,
nosso Criador,
• Quando não ajudamos as pessoas que precisam de nós,
Deus também fica triste,
• Aí então, o pecado entra em nossa vida,
• O pecado nos faz sofrer muito porque nos separa de
Deus,
• Mas Deus nos ama muito,
• Por isso Ele enviou Jesus, seu Filho, para nos ajudar,
• Jesus morreu na cruz em nosso lugar,
• Ele fez isso para perdoar todos os nossos pecados,
• Quando cremos e aceitamos a Jesus, Ele limpa a nossa
vida, e
• Com a nossa vida limpa ficamos amigos de Jesus e
filhos de Deus.

Se você estiver certo que a criança entendeu o plano
de salvação, não deixe passar a oportunidade e ofereça
Jesus, pedindo-lhe que aceite Jesus em seu coração.
Se a criança não entender, explique-lhe que "aceitar
Jesus"
quer dizer deixar Jesus entrar no coração para Ele
limpar o nosso coração e ficar morando sempre nele.

Se a criança disser que aceita a Jesus, conduza-a numa
oração, pedindo-lhe para repetir suas palavras. Por
exemplo: "Senhor Jesus, neste momento, eu te aceito
como meu único e suficiente Salvador, perdoa todos os
meus pecados, limpa o meu coração de todas as coisas
ruins e fica morando no meu coração por todos os dias
da minha vida. Amém".

Evangelizador, procure manter-se sempre próximo do
Senhor Jesus, através da leitura da Bíblia e da oração, em
harmonia com a sua família e em comunhão com a igreja.


PARTE III - ORIENTAÇÕES IMPORTANTES

14 - CONSELHOS PARA EVANGELIZADORES

Mostre sua fé
Quem anuncia o Evangelho precisa crer no que está
falando. Quando falar de Jesus, fale com firmeza, deixe o
ouvinte perceber que Jesus é a pessoa mais importante
para você, que Ele mudou a sua vida e lhe deu a certeza
da vida eterna. O seu modo de viver fará o seu ouvinte
acreditar que as suas palavras são verdadeiras. O seu
ouvinte tem que se decidir entre aceitar ou recusar a
Jesus. E para se decidir ele precisa conhecer a Jesus,
tanto pelo que você fala como pelo seu modo de vida.

Não espere para anunciar o Evangelho
Talvez para cantar você precise de um bom preparo, ou
para tocar instrumentos, ou para pregar a um grupo, ou
para ensinar na escola dominical. Anunciar o Evangelho
é mais fácil. Se você encontra dificuldades para falar em
público ou até mesmo para iniciar um diálogo com uma
pessoa não conhecida, ainda assim, se você quiser,
poderá fazer muito na evangelização. Por exemplo,
distribuir folhetos evangelísticos. As coisas mais lindas
no reino de Deus são também as mais simples.

Não pare de evangelizar
Muitas vezes o evangelizador poderá sentir-se fraco, sem
forças para continuar. Nessas ocasiões mantenha a sua fé.
Faça o que você sabe que deve ser feito, conforme a
Palavra de Deus. Mesmo que nesse momento você não
esteja sentindo nenhuma alegria na tarefa de
evangelização, não pare. Esteja certo de que Deus
renovará as suas forças. Lembre-se do que está escrito em
Salmos 126:6: "Aquele que leva a preciosa semente,
andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria,
trazendo consigo os seus molhos."

Desanimar, nunca!
Em outras ocasiões surgirão obstáculos para o seu
trabalho. Até mesmo palavras contrárias de pessoas
próximas a você, de familiares e de irmãos na fé. Por ser
a tarefa de evangelizar, conforme entendemos, a
atividade mais sublime que o homem pode realizar neste
mundo, é também a que enfrenta maior barreira. A
começar pela vaidade humana, daqueles que estão vendo
os frutos do seu trabalho, como também pela
interferência maligna, quando o inimigo tentará usar a
fraqueza espiritual dos que estão próximo de você para
lhe atingir. Não desanime. Lembre-se de que Jesus disse
(Lucas 15:10): "Assim vos digo que há alegria diante dos
anjos de Deus por um pecador que se arrepende"
.

Lance as duas sementes
O trabalho no reino de Deus exige perseverança. Há
coisas na Bíblia que Deus nos manda começar, mas não
nos manda parar: orar sem cessar, não nos cansar de fazer
o bem, perseverar até o fim, etc. O evangelizador parecese
com o semeador. Como diz Eclesiastes 11:4 e 6, o
semeador lança duas sementes à terra mas não sabe qual
delas vai germinar, se a primeira, se a segunda ou se
ambas. Ele também não olha os ventos e nem as nuvens,
como se temesse que eles poderiam impedir a
prosperidade da semente. Assim também no Reino de
Deus, o evangelizador lança a semente, o discipulador
rega e Deus dá o crescimento. Muitas vezes você não
verá aqui os frutos do seu trabalho. Somente a eternidade
os revelará. Mas, tenha certeza, serão frutos maiores do
que os olhos humanos podem ver e mais valiosos do que
a mente humana pode calcular. Glória a Deus!

Chamados para lutar
Há coisas que você precisa levar em conta para ser bem
sucedido no trabalho de evangelização. Ganhar almas
para Jesus, livrando-as da perdição eterna, é uma
verdadeira luta espiritual. Utilize as armas certas para
essa luta: a leitura da Bíblia, a oração e o jejum. Jesus
orava e os seus discípulos também. Faça o mesmo.
Pratique a fé, creia que Jesus tem, como Ele mesmo
disse, todo o poder no céu e na terra. Isso inclui a cura de
enfermidades, a solução de problemas e a quebra de
opressões malignas. Ore para que esses sinais aconteçam.
A leitura da Bíblia e a oração farão você chegar mais
perto de Deus e o poder do Espírito Santo o tornará uma
testemunha mais corajosa.

Todos podem anunciar o Evangelho
Mas, atenção, não espere atingir a perfeição espiritual
para começar a evangelizar. A idéia de que só pode
evangelizar quem sabe muito da Palavra de Deus traz um
resultado negativo. Pois, acaba fazendo com que muitos
salvos fiquem parados, acabem desistindo e nunca
evangelizam. Até um novo convertido pode iniciar de
imediato a tarefa de evangelizar. Em João 4: 28, 29 e 42,
lemos que a mulher samaritana, após reconhecer Jesus
como o Messias, foi logo à cidade e anunciou Jesus aos
seus habitantes. Você pode evangelizar se já aceitou a
Jesus como Salvador, se já foi batizado nas águas e se
está em comunhão com a sua igreja e com o seu pastor.

Ofereça a Salvação a todos
Não se sinta ofendido com palavras como: "pare de falar
de Jesus"
ou "ninguém está interessado no Evangelho".
Ora, o Evangelho é o poder de Deus para salvação de
todo aquele que crê. Sempre será vitorioso, pois Deus
mesmo cuida da sua Palavra para a cumprir. Você está
oferecendo o melhor que se pode conseguir neste mundo:
a certeza da vida eterna. Aqueles que não aceitam a
Jesus, agem assim por causa da fraqueza natural do ser
humano e não porque o Evangelho lhes pareça sem valor.
Lembre-se do semeador e da semente, como você não
sabe quem vai aceitar e quem vai recusar a Jesus, você
precisa oferecê-lo a todos. Se alguém recusar e lhe
ofender, não se amargure. Em João 6:36 vemos que
mesmo Jesus encontrou pessoas que não criam nele.
Certamente, há muitas pessoas esperando de coração
aberto a palavra do Salvador Jesus. Não se amargure com
os que rejeitam e vá buscar outros.

Você é precioso para Deus
Acreditamos que todo ser humano é belo, pois reflete a
imagem e a semelhança do Deus Criador. Mas, muitas
vezes, nos preocupamos demais com nossa aparência
física. Não permita que tal pensamento venha impedi-lo
de anunciar o Evangelho. Veja, Deus não quis dar a anjos
a sublime tarefa de anunciar as boas novas, mas preferiu
escolher a mim e a você com a aparência física que Ele
mesmo nos deu. O próprio apóstolo Paulo era tratado por
alguns da cidade de Corinto como de presença corporal
fraca (II Coríntios 10:10). O que temos a anunciar ao
mundo é um tesouro perfeito: a Salvação na pessoa do
Senhor Jesus Cristo, o Senhor da Vida. Veja o que está
escrito em Romanos 10:15b: "Quão formosos os pés dos
que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!"

Sem vaidades
Não deixe que os elogios e os frutos do trabalho façam
você ficar orgulhoso. Orgulho não fica bem para os filhos
de Deus. Lembre-se que você lança a semente, mas é
Deus quem dá o crescimento. A Bíblia também nos diz
que o Espírito Santo é quem convence o homem do
pecado, da justiça e do juízo. Nunca se esqueça que você
agiu como servo de Deus e que toda glória e toda honra
pertence a Deus.


15 - LIVROS, EDITORAS E MISSÕES

Alguns livros são sugeridos a seguir:
¨ Bright, Bill – Vencendo o Medo do Fracasso – Editora Candeia
¨ Smith, Oswald - Paixão Pelas Almas – Editora Vida
¨ Gilberto, Antonio - A Prática do Evangelismo Pessoal - Editora CPAD
¨ Ferreira, Damy - Evangelismo Total - JUERP
¨ Coleman, E. Robert - O Plano Mestre de Evangelismo - Mundo Cristão
¨ Amico, Antonio – Brincando com Fogo – Editora Aleluia

Editoras e Missões
que atuam com material e treinamento:

Sociedade Bíblica do Brasil - SBB (bíblias, novos testamentos, evangelhos e folhetos)
Site: www.sbb.org.br - Fone: 0800 727 8888

Obra Missionária Alfa Ômega (folhetos para evangelização)
Site: www.alfaeomega.com.br - Fone: (11) 3714-3526

CEPC (Quatro Leis Espirituais e o Filme Jesus)
Site: www.cepc.org.br - Fone: (11) 5908-4111

Obra Missionária Chamada da Meia Noite (folhetos para evangelização)
Site: www.chamada.com.br - Fone: (51) 3241-5050

Aliança Pró Evangelização de Crianças - APEC (cursos e materiais para evangelização de crianças)
Site: www.apec.com.br - Fone: (11) 5089-6633

Ame Menor (folhetos para evangelização de adultos e crianças)
Site: www.amemenor.com - Fone: (31) 3398-1431

Vinde Meninos (materiais para ensino de crianças)
Site: www.vindemeninos.com.br - Fone: (11) 4711-2143

Editora Aleluia (folhetos para evangelização)
Site: www.editoraaleluia.com.br - Fone: 0800 400 0005

AMME Evangelizar (materiais e campanhas de evangelização)
Site: www.evangelizabrasil.com - Fone: 0800 121 911

Casa Publicadora das Assembleias de Deus – CPAD (materiais para evangelização)
Site: www.cpad.com.br - Fone: 0800 021 7373

Sepal (estratégias de evangelização)
Site: www.sepal.org.br - Fone: (11) 5523-2544

Os Bem Aventurados (folhetos para evangelização)
Site: www.osbemaventurados.com.br  Fone (11) 2031-9331

Cruzada Mundial de Literatura (folhetos para adultos e crianças)
Site: www.cruzadamundial.org.br  Fone: (12) 3204-3655

Editora União Cristã (folhetos para evangelização de crianças)
Site: www.uniaocrista.com.br - Fone (47) 3635-0911

JUERP (materiais para ensino e evangelização)
Site: www.juerp.org.br

Agência Missionária Interlink (folhetos para evangelização)
Site: www.interlink.org.br – Fone (12) 3204-4369


"Este material pode ser copiado e livremente distribuído desde que seja mantida a fonte e que dele não se faça uso comercial."

"Para adquirir este texto em forma de livro acesse a página
"Manual de Evangelismo Pessoal" deste mesmo site."

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal